domingo, 13 de agosto de 2017

terça-feira, 8 de agosto de 2017

ESTÁTUAS VIVAS EM COIMBRA

Publicado a 05/08/2017 Quem passou hoje pelas ruas principais e praças da Baixa de Coimbra não ficou indiferente a mais uma das iniciativas que a Câmara Municipal de Coimbra organizou um conjunto heterogéneo de Estátuas Vivas ali presentes. Uma verdadeira galeria de arte ao ar livre. iniciativa, inédita no contexto da programação cultural em Coimbra, evidencia a importância dada à pluralidade de expressões artísticas, assumindo-se como mais um exemplo da abrangência e inovação da política cultural Música: Lite of Riley - Kevin MacLeod

Por Sueli Bernuci da Silva
Youtub

domingo, 2 de julho de 2017

COMEMORAÇÃO BODAS DE OURO

Igreja de São José - Coimbra
02-07-1967

Celebrante- Padre Aníbal

NUBENTES. José Paulino Pereira da Rocha - Maria Adélia de Oliveira Rafael
         Celebração dos 50 anos de casamento
         02-07-2017
         Restaurante República da Saudade- Coimbra


    Filipe Rafael RaRocha- Adélia fael-José Paulino Rocha- Miguel Rafael Rocha






quarta-feira, 7 de junho de 2017

CHARAMELA DOS AMIGOS DE CELESTE E RAFAEL - ARREMATAÇÃO


Grupo de Danças e Cantares dos CTT Coimbra
NOVEMBRO DE 2000


vídeo de Joana Moura
DIA 28 de Maio de 2017-Restaurante Observatório-Santa Clara- Coimbra

quarta-feira, 31 de maio de 2017

DIA DOS IRMÃOS



   Paulo Rafael-A saudade

 Maria Isabel Rafael
 Maria Adélia Rafael

Fernando Rafael


 Maria Olinda Rafael
Herméneo Rafael

Valdomar Rafael




domingo, 28 de maio de 2017

ANIVERSÁRIO

FERNANDO OLIVEIRA RAFAEL

"O CASTELÃO"

28-05-1936

ESTOU DE PARABÉNS!





            Abençoados seja todos aqueles que derem os parabéns....e também os que não derem!


sábado, 20 de maio de 2017

segunda-feira, 15 de maio de 2017

AMAR PELOS DOIS- SALVADOR SOBRAL

Se um dia alguém perguntar por mim
Diz que vivi para te amar
Antes de ti, só existi
Cansado e sem nada para dar

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez, devagarinho, possas voltar a aprender

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez, devagarinho, possas voltar a aprender

Se o teu coração não quiser ceder
Não sentir paixão, não quiser sofrer
Sem fazer planos do que virá depois
O meu coração pode amar pelos dois